Um tutorial, passo a passo, do que é o Marketing Desportivo e como delinear uma boa estratégia de comunicação desportiva

No segundo artigo do “Marketing Desportivo: Passo a Passo” vou falar um pouco sobre a importância que o contexto tem no que toca à elaboração de uma estratégia de comunicação e marketing.

Tal como abordámos no primeiro artigo, o principal objetivo do Marketing, e também do Marketing Desportivo, passa não só por valorizar o produto/serviço (neste caso a Instituição) através de ferramentas de promoção e de comunicação, mas também de acrescentar valor na vida do cliente, seja ele emocional ou físico.

Neste segundo artigo, abordamos o conceito de Contexto, subdivindo-o em 2 partes, para um melhor entendimento:

  • Contexto Histórico
  • Contexto Atual

Contexto Histórico

Num clube desportivo, é imperativo saber, perceber e fixar a história. O ser humano é feito de histórias. Do passado, das suas marcas, das suas amarguras, tristezas, sucessos e felicidades. São eles que marcam quem somos. E o mesmo se aplica aos clubes.

As suas origens e o seu histórico têm um significado tremendo para os associados do clube, pois foi, em grande parte, por isso que se apaixonaram pelo clube.

Vejamos o exemplo do FC Union Berlin, num artigo escrito pelo Pedro Jorge da Cunha (MaisFutebol)

Podemos falar dos anos sombrios no império da RDA, hostilizados pela repelente Stasi [antiga polícia secreta] e humilhados em campo pelo Dynamo Berlin [clube do regime], mas também do anúncio de pré-falência em 2004. Os adeptos, sempre eles, juntaram-se e salvaram o FC Union pelos próprios meios.

«Os cânticos de Natal simbolizam essa comunhão entre pessoas e clube. Nessa crise financeira, os adeptos decidiram fazer uma campanha para dar sangue e reuniram milhares de euros», conta-nos Oskar Kauche.

Quatro anos mais tarde, a egrégora voltou a funcionar. 2400 voluntários trabalharam gratuitamente nas obras de remodelação do estádio. «Em 300 dias tudo ficou pronto e o clube não gastou o cêntimo. Não é possível pedir mais a esta gente».

Pedro Jorge da Cunha, Mais Futebol (2012)

Este laço entre adeptos e clube não nasce ao acaso. Os adeptos apaixonaram-se pela histórica, pelo lema, pelos primórdios do clube, e por isso estão dispostos a fazer de tudo para o mesmo sobreviver. Entender esse contexto é importante para perceber como vamos comunicar, e de que forma o que vamos fazer. Perceber as pessoas, a história, e o envolvimento, é uma das peças chave que muitos ignoram, quando comunicam clubes de futebol.

Contexto Atual

Interligando o Contexto Histórico, é preciso também perceber o contexto atual, para saber como atuar. Se o clube estiver numa crise de resultados ou financeira, “Less is More”, ou seja, menos é mais. Isto não quer dizer que a comunicação deva ser pior, mas sim com menos frequência. Isto permite que, a cada publicação, a cada intervenção e a cada ação, seja propagada mais e de melhor forma, ao invés de uma comunicação mais acentuada em termos de volume.

E se o contexto competitivo e financeiro é favorável, podemos capitalizar isso, abrindo cada vez mais o clube aos adeptos, através de conteúdo exclusivo para associados (Falarei um pouco mais sobre isso brevemente).

Perceber estes dois contextos são importantes na estratégia, para não só perceber a periodicidade da comunicação, mas sim a forma como é feita.

Este foi o segundo artigo de um Tutorial que irei escrever ao longo dos próximos meses, sobre como construir uma estratégia de Marketing Desportivo para o seu clube. Fique atento, e subscreva aqui a minha newsletter para não perder nada


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *