Um tutorial, passo a passo, do que é o Marketing Desportivo e como delinear uma boa estratégia de comunicação desportiva

O principal objetivo do Marketing, e também do Marketing Desportivo, passa não só por valorizar o produto/serviço (neste caso a Instituição) através de ferramentas de promoção e de comunicação, mas também de acrescentar valor na vida do cliente, seja ele emocional ou físico.

No desporto, e mais concretamente no futebol, existem características únicas que precisam de ser percebidas e interpretadas, para uma melhor resposta ao que o público alvo procura, neste caso os adeptos. As marcas de futebol movimentam milhões, mas também despertam paixões. E é com isso que trabalhamos.

O adepto de futebol é um tipo de consumidor totalmente diferente do típico consumidor, com uma Persona totalmente diferente. Guiado pela paixão, o adepto de futebol relaciona-se com o clube (marca) de forma emotiva e, na maior parte das vezes, pouco racional. É a paixão e o sofrimento que conta, e no final do dia, irão sempre acompanhar o clube.

Fidelização

Isto não quer dizer que o adepto não saiba o que pretende e que seja voz passiva no clube. Bem pelo contrário. O adepto é um elemento ativo no clube, seja como associado, seja como profissional. E é necessária não só manter a paixão acesa, mas alimentá-la de forma sistemática. Uma relação assim cria aquilo que tantas marcas anseiam: a fidelização.

O Marketing Desportivo configura-se então como uma “fatia” importante naquele que é o “bolo” de uma estratégia de comunicação e de relações públicas de um clube. É através dele que as marcas comunicam com o consumidor. Pessoas que consomem os eventos desportivos. São estes consumidores que representam a marca, são eles que a defendem com unhas e dentes, mas para isso é preciso saber ouvi-los e dar-lhes importância. Os adeptos querem estar envolvidos com a vida do clube. Errado é pensar que basta pedir para que eles venham aos estádios durante 90 minutos, desaparecerem durante uma semana para voltar no próximo fim-de-semana. É necessário procurar incluí-los diariamente.

A União Desportiva de Leiria é um exemplo para quem já delineei uma estratégia de comunicação (Ainda em execução)

Mas afinal, o que é a persona?

Uma estratégia de marketing no futebol é sempre muito inconstante, porque depende de bons resultados que trazem os adeptos aos estádios. Mas, até aí, se existir uma estrutura profissional centrada no bem estar dos seus públicos e na promoção da sua marca desportiva, os resultados negativos poderão mais facilmente ser atenuados.

Primeiramente, é preciso identificar o público alvo do nosso clube. Se é composto por uma faixa etária entre os 20 e os 40 anos, se apenas a faixa etária dos 30 aos 40 anos acompanham o clube.

Depois de percebermos para que idades estamos a comunicar, é importante traçar e perceber o perfil de quem está do outro lado, a receber a nossa informação. A isso chamamos Persona

Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio. Ela é baseada em dados reais sobre comportamento e características demográficas dos clientes, assim como suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações. A persona guia a criação de conteúdo e de marketing digital.

In Resultados Digitais

É importante compreender o perfil de quem nos ouve, não só para o desenvolvimento da estratégia, mas também para a produção de conteúdo que fidelizará o adepto.

Qual é a diferença entre persona e público-alvo?

É comum haver uma mistura e confusão nos dois conceitos. Persona e público-alvo não são sinónimos.

Deixo um exemplo:

  • Público-alvo: Homens e mulheres, de 20 a 50 anos, solteiros, licenciados e estudantes. Gostam de desporto, nomeadamente de futebol.
  • Persona: João Sousa, 18 anos, é estudante e apaixonado por futebol. Joga na formação do Exemplo Futebol Clube e sonha um dia representar a equipa principal. O seu pai, Joaquim, de 45 anos é sócio do clube desde o seu nascimento, por influência do seu pai, Manuel Santos, que jogou no clube nos anos 50.

O público-alvo é uma forma abrangente de construir uma representação da sociedade para quem estamos a comunicar. Já a persona é a representação do seu cliente ideal, mais humano e mais personalizada.

Por que criar uma persona?

A criação de personas é um passo fundamental e inicial, numa estratégia de Marketing Desportivo. Criamos personas para enviar a mensagem certa para as pessoas certas e, assim, termos uma maior probabilidade de sucesso.

Sem uma persona definida, é possível que em alguns casos a sua estratégia se perca e acabe por falar sozinho.

Sendo assim, enumero alguns motivos que provam a importância da criação de personas para a sua estratégia:

  • Determinar o tipo de conteúdo a criar
  • Definir o tom e o estilo da escrita;
  • Ajudar a desenhar a sua estratégias de marketing desportivo
  • Definir os tópicos a publicar
  • Entender a forma como o seu público quer ser informado e em que local

Este foi o primeiro artigo de um Tutorial que irei escrever ao longo dos próximos meses, sobre como construir uma estratégia de Marketing Desportivo para o seu clube. Fique atento, e subscreva aqui a minha newsletter para não perder nada


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *