Mark Zuckerberg anunciou novidades para o futuro da plataforma Facebook e Instagram, e de outras plataformas integradas

O Facebook, uma das redes sociais mais famosas em todo o mundo, que em 201 atingiu a marca de 1 bilhão de usuários ativos e o Instagram, que foi lançado oficialmente em 2010 e que tem tido um crescimento exponencial no meio digital, estão a ser revolucionados e vão deixar de ser simplesmente como os conhecemos.

Facebook

O Facebook irá sofrer uma das maiores mudança nos últimos anos, sendo que, através do que foi possível verificar em screenshots de utilizadores que estão a testar, irá ter um redesign por completo. Um novo design completo, mais clean e moderno, abandonando o azul característico. Surgindo primeiramente para os Estados Unidos e Canadá, até a identidade visual da rede social irá mudar, sendo que será o logo horizontal completo a aparecer principalmente.

“Esta é a maior mudança na aplicação e no site do Facebook nos últimos cinco anos. Não vamos só atualizar o site, vamos mudar até o ícone do Facebook pela primeira vez desde que me lembro. Vai começar hoje nos Estados Unidos e nas próximas semanas vai para o resto do mundo” disse Zuckerberg, durante a conferência F8, o principal evento do Facebook. O fundador do Facebook quer criar uma nova plataforma baseada na privacidade.

Destaque para as comunidades

O screenshot utilizado pelo CEO do Facebook para demonstrar o novo visual da rede social

Parte desta mudança está relacionada com o facto de querer dar um foco maior aos grupos e comunidades no Facebook. A intenção da empresa é combater o abandono do espaço físico e solidão, ao termos mais grupos com significado e úteis na rede social.

Grupos e eventos irão ganhar uma aba no lado esquerdo e começarão a aparecer com mais frequência no feed. A rede social também sugerirá aos utilizados novos, grupos para entrar. A comunidade passa a ser o centro do site.

Pagamentos no Whatsapp

Mark Zuckerberg afirmou também que a aguardada opção de pagamentos pelo WhatsApp está atualmente em teste na Índia, e que seguirá brevemente para o resto do mundo. Os utilizadores poderão fazer transferências de dinheiro de forma simples através da aplicação, algo que o WeChat, dominante na China, já tem. “Acho que devia ser tão simples enviar dinheiro para alguém quanto enviar uma foto”, afirmou o próprio.

Destaque para as Facebook Stories

As Facebook Stories têm ganho cada vez mais importância, desde a junção do Instagram com o Facebook, aparecendo no topo da rede social. Embora ainda não seja tão utilizada como as Instagram Stories, o Facebook irá destacar ainda mais no topo as Stories, aumentando a sua área da exposição, numa tentativa clara de aumento de publicações nas Stories.

Instagram

O Instagram irá ter também um redesign, com muitos destaques. A rede social conta com uma das novidades já anunciadas e esperada por todos: A opção de Compras. Para que seja mais fácil comprar um produto ou serviço, o Instagram irá permitir a compra integrada na aplicação, pretendendo aumentar as regiões que aceitam pagamento diretamente na aplicação. Além disso, será oferecida a possibilidade de utilizadores comprarem diretamente de influenciadores da rede social, que façam propaganda a algum produto.

A apresentação da mudança no Instagram, em destaque para a Compra Direta a Influenciadores

Novas câmaras no Stories

Os Stories também irão ter uma mudança. Agora, a camâra não será iniciada simplesmente num modo de fotografia, mas sim dividida por secções: Modo Criador, Fotografia e Live. A nova seção chamada “modo criador” deixará que o o utilizador molde da forma que quiser a sua Storie, através de stickers, texto com tipografia especial ou gif’s. As Stories terão também um novo sticker de doação para que os utilizadores possam criar campanhas de angariação de fundos para determinados fins.

Fim dos likes?

No F8 confirmou-se também que o Instagram fará testes para o desaparecimento do número de gostos de cada publicação na aplicação. Até mesmo o número de seguidores poderá ficar privado, já que, como foi dito pelo CEO, “queremos conter a ansiedade e problemas psicológicos causados pela rede social, principalmente em adolescentes”

Messenger no Desktop? Sim, vai ser possível

O Messenger irá ter nova vida, desta vez no Desktop. Será possível conversar com os seus amigos do Facebook sem abrir a plataforma no seu browser. Bastará ter a aplicação instalada no Windows ou Mac.

Sidebar “Friends” com mais destaque e interligação

A barra lateral de amigos para conversar no Messenger irá ganhar mais destaque no novo Facebook em Desktop (no Mobile terá apenas o ícone para redirecionar para a aplicação).

Outro passo dado pela plataforma será a integração, que reunirá conteúdos dos seus amigos no Facebook e no Instagram, como Stories. “Poderão ver posts do Instagram, posts do Facebook e mais no Messenger. Isso dá uma sensação de como podemos fazer as aplicações operarem entre si”, afirmou Zuckerberg.

O que é certo é que o Instagram, o Facebook e Whatsapp irão deixar de ser simplesmente como conhecemos, sendo essencial para cada negócio (mais que nunca) apostar na criação de comunidades (Community Marketing) e na aposta das Facebook/Instagram Stories como forma de comunicação.


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *